Autodefesa


"Por favor, me perdoe pelo que você acha que eu fiz."

Nós somos desculpadores, defensores e egoístas por natureza - nossa natureza decaída. Nossa reação automática é autodefesa. E, como cristãos, muitas vezes cristalizamos com "não apologias" - algumas tão criativas e sem sentido quanto a anterior.

E há outros:

  • "Sinto muito que você tenha sido ofendido" - uma maneira de se desculpar sem admitir culpa.
  • "Sinto muito se fiz alguma coisa para ofendê-lo" - vago o suficiente para manter nosso ego intacto.
  • "Por favor, me perdoe, mas ..." - nos dando a capacidade de aplicar desculpas e acusações, anulando assim o pedido de desculpas.
  • "Você entendeu mal" - permitindo-nos justificar atos rudes ou egoístas, explicando nossos motivos (ou seja, não é o que eu fiz, é o que eu pensava que importava).


Não podemos fazer nada a respeito das desculpas dos outros, mas podemos pedir ao Senhor que nos liberte do cativeiro de nossa autodefesa (Tiago 4: 8-10; 1 João 1: 8-10).

Ele pode nos ajudar a sentir genuinamente por nossos pecados - desculpem-se o suficiente para se arrepender honestamente.

Notas de Amor na Bíblia

Usado com Permissão de 1-Minute Bible Love Notes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus Abandonando Deus?

5 Dicas Bíblicas para o Controle da Raiva

O Segredo de José